Posts Tagged ‘vida’

Minha História Está Escrita !

junho 1, 2010

Olá amigos(as) do Blog,

Queria dividir com vocês alguma coisa que me veio sobre a nossa relação com a Bíblia. Nós usualmente dizemos que a Bíblia é a Palavra de Deus. Certo. Do ponto de vista prático (porque se a sua Fé não é prática ela está morta, v. o livro de Tiago em “porque a Fé sem obras é morta” e tantos outros trechos) a Bíblia é um conjunto de textos que trazem revelações pessoais de Deus à humanidade, que aconteceram (na história), acontecem (na transformação que ela opera) e acontecerão (daí as profecias). E como ter segurança destas evidências que tornam a Fé na Bíblia e em Deus tão real, tão palpável a quem crê? A segurança está em conhecer o modo de Deus de revelar-se. O livro de Gênesis menciona que “Deus disse: Haja Luz. E houve Luz”. Assim, só temos uma relação profunda de experiência com Deus diante da Bíblia se obtemos a essência das revelações de Deus: Deus diz, Deus faz. Se o que você lê na bíblia não se expressa na sua história, não transforma o mundo a sua volta (como a vida de Jesus, que está escrita ali, transformou o mundo a ponto de até contarmos o tempo baseado em sua Vida_que glória), sua relação com este livro é meramente religiosa, infelizmente, e você ainda não conhece a Palavra de Deus, mas apenas o texto. A própria Bíblia menciona que “a letra, em si, é morta”. Que fascinante. Deus, em aliança com pessoas, na Bíblia, narrou histórias que vieram a ser e transformam o mundo. Mas Deus não parou de revelar-se, nem de escrever através de pessoas. Através da Bíblia, temos a possibilidade de sermos inseridos na essência da experiência com Deus e assim nos tornar parte desta história que começa em Gênesis, mas não termina em Apocalipse, e será contada por muito tempo, na realidade de muitos, até que o mundo mude. Quando leio a Bíblia, consigo rever minha vida dentro daqueles versos. Versos que guiaram meus sucessos, que curaram meus fracassos, realizando na prática de vida a vontade de Deus pra mim. Esta é a Bíblia. E eu sou mais um livro desta grandiosa obra literária.

(Agora todo mundo já sabe que a Bíblia tem pelo menos dois livros de “Tiago”  _risos_ um sem “h”, que é o original, e outro “Thiago”, que sou eu _mais risos).

Espero que esta também seja a sua relação com este livro poderoso. E Deus disse: “Haja Luz”. E Há.

Abraço apertado,

Thiago

Anúncios

Jesus de 20 e Poucos Anos

abril 22, 2010

Olá, queridões e queridonas leitores deste Blog. Passo a dividir com vocês algumas coisas que se esclareceram em minha mente durante meu momento a sós com Deus desta semana. Isso tem me afetado muito: o modo como eu dirijo a minha vida, minhas escolhas e minha perspectiva do futuro. Estive pensando a respeito da juventude de Jesus. Isso mesmo, o adolescente que Jesus era, o jovem de 23, 24 anos Jesus, um “Jesus” pouco mencionado, mas muito importante.

A Bíblia nos dá algumas referências a respeito do jovem Jesus, veja: Lucas 1:80 diz que “o menino crescia e se robustecia em espírito”, Lucas 2:40 diz que ele “crescia e se fortalecia, tornando-se cheio de sabedoria; e Deus, com sua graça, estava com ele”, Lucas 2 ainda relata o “sumiço” do Jesus adolescente (na ocasião com 12 anos de idade), que três dias depois foi encontrado “no templo, sentando no meio dos doutores, ouvindo-os, e perguntando muito. E todos os que o ouviam se admiravam da sua inteligência e das suas respostas” (Lucas 2:46). O capítulo finaliza assim: E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e diante dos homens (Lucas 2). Daí em diante, a história salta de 12 anos para 30 anos. Pouco mais é mencionado sobre a juventude de Jesus, mas uma coisa fica ecoando na minha mente: “e ele crescia em sabedoria”; imagino que Jesus, que era extremamente inteligente aos doze,deve ter empenhado os anos seguintes em apurar sua mente, encher-se da Palavra, “refletindo dia e noite” (salmo 1), no seu sentido real, na sua aplicação ao seu cotidiano. Ele também “crescia em estatura e graça diante de Deus”. Ah, a vida devocional de Jesus. Eu imagino o quanto Jesus orava quando ele tinha 20 anos de idade. E eu fico assustado imaginando que enquanto meus desafios pessoais são sucesso profissional, vida familiar e ministérios, ele tinha um mundo pra salvar. Enquanto eu oro para que se abram portas de emprego, ele orava para que as portas do inferno fossem escancaradas, e que Deus preparasse o caminho até a morte, ainda jovem. Ele sabia que não iria chegar aos 40. Ele devia ter emoções completamente equilibradas, fruto do seu tempo com Deus, e do conteúdo que possuia. Ele devia ser também muito alegre, confiante de si mesmo e otimista, ou essas tensões em sua juventude iriam sufocá-lo como pessoa, torná-lo amargo e desagradável, o que não aconteceu, já que a Bíblia ainda menciona que ele “crescia em estatura e graça diante dos homens”. Ele era carismático, interessante, atraía pessoas ao seus redor e, certamente, era a melhor companhia que alguém poderia ter. Jesus jovem, dá pra imaginar? Jesus e seus 20 e poucos anos. Fantástico. E ainda mais se pensarmos que ele, aquele garoto de 20 e poucos anos, era o Um, aquele que estava no começo com Deus, quem mais conhecia e entendia os planos de Deus para a humanidade. Eu olho para a minha juventude e vejo a distância entre nós dois. “Crescer em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens”. Ele era completo. Eu quero ser completo como ele foi. Bom pra mim saber que este mesmo Jesus, jovem, oraria um dia para que nós fossemos Um, assim como ele foi (e é) Um com o Pai, abençoando assim os 20 e poucos anos de tantos outros, abençoando os meus 20 e poucos anos.

Obrigado pela dica, Jesus. “E crescia o jovem Thiago em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e diante dos homens”. Valeu mesmo.

aos 23, Thiago