Posts Tagged ‘desviado’

Porta Estreita

setembro 13, 2010

No fim daquele Caminho apertado, alto, lá está: a porta. Mas quem disse que ela jamais esteve fechada? O Mestre nos disse para seguí-lo por este caminho (“Eu sou o caminho”). Não haveria erros. Desvios? Sim, existem muitos. Mas todo desvio é precedido de Escolha. E depois de desviar-se, você sempre pode voltar atrás. Este caminho é inconfundível.

Aquela Porta é especial. Esteve durante todo o tempo aberta. Não há porteiros nem guardas, ainda que além de seus umbrais esteja reservada toda a riqueza que há. É que há o bastante para todos. Esta porta também é especial. Às vezes, surge diante do homem no leito de morte, radiosa. E ele toma a adiada decisão. Então caminha pelo curto caminho, atravessa a porta delicada e encontra a Vida outra vez.

O Caminho é curto, mas não é penoso, calcário. É um caminho alto, de aspirações, elevações e muitos êxtases. Definitivamente não é a ladeira do Gólgota. Porque ela já foi usada pela última vez. Este caminho não está condicionado a penitências, portanto não tem degraus. É um leve e contínuo aclive, com a vista do maior nascer do sol que há de vir além dos montes eternos.

A Porta é especial. Apesar de estreita, é perfeita para todos os tamanhos de homens e mulheres. Porque foi feita na medida de um Deus (Jesus), que se esvaziou e veio nos mostrar como encontrá-la e seguir por ela. Esta porta não rejeita quem quer que esteja diante dela em busca de abrigo. Quem quer que esteja em busca de abrigo. Esta porta significa retorno ao lar que deixamos. Lá onde Deus habita.

O Caminho… isto quer dizer que já passamos por ele uma vez, decaímos, sim. Por sorte nos lembraremos, antes do fim, por onde retornar. É apertado para que você, por si só, decida seguí-lo. Sem multidões, sem pressões sociais, sem outros “guias”, porque só há um Pastor e Messias genuíno, e este, definitivamente, já está com o Pai, à sua espera, no fim da jornada.

Quer seguir este caminho, encontrar esta porta?

“Você me Buscará e me Encontrará quando me Buscar com todo o Coração”.

Anúncios

Amazing Father

julho 26, 2010

Incrível! Sete bilhões de filhos. Sim, filhos mesmo. Ainda aqueles que estão distantes. O filho pródigo nunca deixou de ser filho aos olhos do Pai. Apenas estava perdido. O que nos leva de volta a, meu Deus, sete bilhões de filhos! Quando eu tiver meus filhos (por enquanto, sonhamos com dois), quero que eles tenham o melhor de mim. Que tenham certeza do meu abraço, que façam fila para ouvir meus conselhos, que sorriam, sorriam, que sejam amados e saibam amar, educados, generosos, fartos de espírito. E que vivam bem. Sorriam, sorriam. O seu sorriso será delicioso pra mim, já é, e olha que eu ainda nem os conheço pessoalmente. Mas no meu coração, eles já são um sonho bom.

Deus teve tantos sonhos quantos fomos, somos e seremos pela eternidade. “Antes de você nascer, Deus sonhou com a sua vida; ele mesmo lhe formou com um propósito e uma missão (v. Bíblia, Salmo 139.13-18)”. Ele teve um sonho pra mim, um sonho pra você (você já se perguntou como deve ter sido? “eu quero que meu filho seja…”, “minha filha será tão…”). Ele amou cada um desses sonhos, sem nunca ter um preferido, com um amor especial, de um jeito único e especial (como são os filhos), desejando que tivéssemos o melhor dele e desta vida, que ele mesmo nos deu. E o meu sorriso, o seu sorriso, para Deus, é delicioso e surpreendente. Assim Deus tem sete bilhões de motivos, hoje, para renovar sua misericórdia para com esta Terra e para conosco. Não. Nem tudo está perdido, afinal, somos todos seus filhos, sete bilhões de filhos. E um sonho de cada vez pra realizar. Ainda há tempo.

Realize o sonho de Deus pra você. Viva feliz, não ande perdido. Você tem um Pai incrível.