emtodasuaverdade

. reconhecer a verdade total é enxergar a paternidade consciente e amorosa que nos dota de liberdade para errar (experiência do pecado), nos instrui ao arrependimento (autocrítica decisiva) e graciosamente nos livra e resgata de nós mesmos de volta ao estado primordial de dependência (salvação);

. não há caminho possível de dignidade cristã sem pleno conhecimento; a verdade é que o tempo deveria nos tornar íntimos, mas a superficialidade nos rouba isto;

. tudo que existe fora da dignidade é enganação\encenação, histeria coletiva, esquizofrenia, charlatanismo, crise de fé, experimentalismo, sincretismo de incompatibilidades e hipocrisia; tudo isto é frustrante e não sustentável a longo prazo;

. nos fundamentos da dignidade cristã, que a legitimou\divulgou, está o conhecimento\reconhecimento, a identidade firme, a referência clara, a confusão entre criatura-criador e seus atributos, em outras palavras, a tão enunciada “imagem e semelhança de Deus”, que impõe a pergunta “quem é Deus” e imediatamente, na vida, responde com bem, com amor, com esperança;

. existe resultado\fruto mais expressivo, poderoso, do que dar significado à vida? existe dúvida mais incômoda que “pra quê vivo?”, “por quê vivo?”? Existe ser mais abandonado de respostas que o ser humano? Ter segurança num projeto de tamanha magnitude, responder à vida, e viver de acordo com esta Fé, certamente, é uma experiência arrebatadora;

. a autossuficiência angustiada, a ganância de Tântalo, o moralismo intolerante, o insustentável modo de vida e a extinção gradativa do amor incondicionado são exemplos de “tão densas trevas” de onde precisamos ser resgatados. A natureza humana está aí;

. não vivenciar uma consciência\vivência remediada de tais aflições é não ter gerado ainda, interiormente, a convicção, a aposta racional\positiva da aceitação das verdades cristãs; é ter ouvido sem crer; crer altera o curso da existência, crer transporta, ou seja, te leva a superar a vida;

. a transformação, finalmente, se dá na razão prática, quando a vida serve à vida e a vida eterna (e seus valores), ela sim, é o paradigma;

. a transformação se dá na criatividade, quando a ambivalência dos nossos projetos cede ao bem; quando o meu está a serviço do outro, não para consumo, mas para dávida;

. a transformação torna possível existir, permite que a vida seja uma experiência desimpedida, sem falsas expectativas ou frustrações, transitória, sem deixar de ser digna, ensaio da plenitude almejada;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: