Ilustres Estrangeiros

Às vezes, muitas vezes na verdade, me senti deslocado no mundo. Essa deveria ser uma sensação comum a um Cristão minimamente preocupado com seus valores. Num mundo como este, em que monogamia, fé e auto-sacrifício são temas tratados com total descrédito, seria comum imaginar que a diferença seria óbvia. Mas não é. Perdemos a condição de ilustres estrangeiros no reino da Babilônia. Nos alimentamos do mesmo do resto, sabemos o que a média sabe, não nos destacamos em nada, nem em matéria de fé, porque a nossa morreu no dia em que morreram nossas práticas: estudar a bíblia para conhecer a Deus e a sua vontade seriamente, orar e estar em contato com Deus e em reflexão intensamente, abster-se das ofertas que nos seduzem e contaminam, radicalmente.

Se na Babilônia somos iguais, dificilmente no dia do juízo seremos reconhecidos como algo diferente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: